Olhe aqui... Preste atenção...

Siga por e-mail

Curta a página "Poesias da Cris" no facebook

Instagram

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Poema do luto e da dor...

Não percebes o quanto te querem afastar de pessoas que não tens como falar sem ser por aqui?
Querem as calar para que só vejas o que querem!
Por que se afastar tanto assim?
Tanto silêncio?
Distância...
Ausência...
Saída de cenário totalmente?
Meu coração está em LUTO...
Só eu sei o porque...
Se tu te permites morrer, desaparecer as poucos, eu corroo e morro por dentro...
Estou de luto por tua ausência e distância.
E são é como faca afiada que apunhala meu peito a cada passo para trás que dás.
Vou morrendo e o sangue que escorre em forma de lágrimas são incontidas por essa tua falta que não tem como não doer...
Vazio tão grande esse que não tem fim.
Parece que o filho que fizemos, nosso poema de amor amigo está sendo abortado e o meu ventre não cala a dor gritando em meu inconsciente.
Em meus sonhos grito teu nome, mas parece que nunca escutas, pois ao mesmo tempo que imaginariamente estás perto, a realidade é a distância.
Não vá...
Fica...
Não deixa tua mão sair da minha assim...
Se eu cair, não te deixarão mais me levantar...
E a queda pode ser fatal!
FICA!
Ainda duvidas da autenticidade e do tamanho incomensurável dessa minha dor?
Eu te peço...
FICA!
Cris Passinato